segunda-feira, 10 de agosto de 2009

...nenhum som me importa

(Joe Sorren)
...
afora o som do teu nome que eu adoro.

E não me lançarei no abismo,

e não beberei veneno,

e não poderei apertar na têmpora o gatilho.

Afora o teu olhar

nenhuma lâmina me atrai com seu brilho.
Maiakovski

2 comentários:

Cláudia Paulino disse...

Que lindura, Fon !!! Beijos

Luciana disse...

Lindo texto, Fon!! Obs.: Já estou fazendo a sua caveira!! kkkkkk!!!!! Lulu